Projeto de Resolução que regulamenta a leitura bíblica continua na Mesa

por Câmara Municipal de Estância Velha publicado 15/02/2017 09h37, última modificação 15/02/2017 09h37
Vereadora Marcia Ribeiro irá apresentar emenda

O Projeto de Resolução 001/2017, de autoria do Vereador João de Godoy (Dudu), que “dispõe sobre a permanência de símbolos religiosos e suas respectivas leituras no âmbito do Poder Legislativo Municipal”, permanecerá mais uma semana na Mesa. A matéria não foi analisada na Sessão Ordinária da terça – feira, 14, pois uma emenda deve ser apresentada pela Vereadora Marcia Ribeiro.

No texto, Marcia, quer que seja feita a leitura de um texto, de qualquer crença. Seguindo ordem alfabética, um por semana, o parlamentar terá 3 minutos para fazer a sua explanação. A matéria será analisada na segunda- feira pela Comissão de Constituição e Justiça, CCJ, e sendo liberada pela comissão, irá a votação em plenário.

Na mesma noite, mais duas matérias foram analisadas.

O PL 003/2017, de autoria da Vereadora Marcia Ribeiro, que “dispõe sobre a obrigatoriedade do Poder Executivo estruturar a rede de atenção primária de saúde do município, dar publicidade da sua organização e funcionamento, implantar o principio do acolhimento”, foi aprovado por unanimidade.

Na sequencia foi analisado o PL 006/2017, de autoria do Vereador Euclides Tisian (Gringo), que dá o nome de Avenida Luiz Tisian, a via de acesso ao Parque industrial e tecnológico no Bairro Lago Azul. A matéria também recebeu voto favorável de todos os parlamentares.

Antes do término da Sessão, o Assessor Juridico do Executivo, Tiago Mendes e o Diretor da Procuradoria, Micael Moraes, usaram a tribuna para comentar sobre a situação do Hospital. Colocando os vereadores e a comunidade a par dos acontecimentos.

A próxima Sessão Ordinária ocorre na terça – feira, 21, e como de costume haverá transmissão ao vivo pelo YouTube, no canal da Casa TV Camara EV. 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis. Os comentários são moderados